Slide Principal

5/recent

Apenas dê tempo

quarta-feira, agosto 01, 2018
..deixe-me saber seus caminhos para que eu possa conhecer você [tornando-se mais profundamente e intimamente familiarizado com você...

- Êxodo 33:13

Quando você passa tempo com Deus, fica evidente. Você fica mais calmo; você é mais fácil de se conviver; você é mais alegre; e você permanece estável em todas as situações. Gastar tempo de qualidade com Deus é um investimento que gera benefícios ricos. Você começa a entender o que ele gosta e o que o ofende. Como acontece com qualquer amigo, quanto mais tempo você passa com Deus, mais ele se torna.

Passar tempo com Deus faz com que você se torne mais sensível ao amor que deseja demonstrar a você e aos outros através de você. Sua consciência o alerta para a vontade Dele quando você está falando com alguém de uma maneira que não agrada a ele. Seu coração sofre quando Ele se aflige e você ora rapidamente: "Oh, Deus, me desculpe. Por favor, me perdoe". Você logo quer se desculpar com a pessoa que você ofendeu e descobrir que dizer: "Sinto muito. Eu não quis te magoar" não é tão difícil, afinal.

Moisés desfrutou de um profundo nível de intimidade com Deus e desejou que Deus abençoasse Seu povo. Quando Deus disse a Moisés que ele havia encontrado favor aos Seus olhos (Êxodo 33:12), Moisés entendeu que Deus estava lhe dizendo que ele poderia pedir qualquer coisa que seu coração desejasse.

Moisés respondeu dizendo que ele simplesmente queria se tornar mais intimamente familiarizado com Deus e que queria que Deus abençoasse as pessoas a quem ele era responsável. Moisés tinha visto Deus realizar os mais magníficos milagres da história, mas o que ele mais queria era conhecer a Deus intimamente.

Oro para que conhecer a Deus seja o desejo do seu coração, assim como foi para Moisés. Você pode conhecê-lo e ouvir sua voz tão clara e intimamente quanto quiser. Só é preciso gastar tempo com ele.

Oração: Pai, quero conhecê-lo mais intimamente. Por favor me ajude a investir no meu relacionamento com você. Ajude-me a ter o tempo necessário para ficar mais perto de você a cada dia. Em nome de Jesus, amém.

Você é amado com um amor selvagem

segunda-feira, julho 30, 2018

Um amor que ama mesmo quando não tem motivos, que protege sem piscar os olhos, e mantém suas promessas e sua palavra. Quando Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho único, ele amou de verdade e não foi simplesmente um desses amor clichê que só busca interesse e prazer no outro. Não, não mesmo.

Um amor puro, um tipo que as pessoas olham são incapazes de amar igual de primeira e ainda dizem ser selvagem demais. É algo fora do comum, da natureza humana, tão exótico. O que na verdade é divino. E não é só isso, pois quando Deus amou o mundo ele nos chamou para corresponder esse amor e o amar de voltar do mesmo jeito. Como alguém apaixonado que envia cartas, ou audios, quer ser correspondido de volta na mesma intensidade e de mesmo modo.

É o tipo de coisa que se encaixa dentro de mim, por que é bem aqui que existe uma carência gigante por mais que eu tenha coisas, pessoas, e seja mais o que for. Ainda sim, existe a carência de algo eterno aqui, que eu já tentei encontrar em muitas coisas e pessoas, mas nunca consegui. É uma felicidade eterna que não dá para encontrar no mundo, por ser eterno, afinal tudo aqui passa. Porém, quando me deparo com esse amor de Deus uma luz surge sobre mim.

É tudo o que eu sempre quis, e ainda é real! Deus é tão maior que a existência, mas em seu amor e poder, ele veio aqui e me tocou com uma linguagem de amor. Ele me convenceu, e cativou totalmente o meu coração, com um amor totalmente puro e sem lógicas humanas que se deu, e se sacrificou por mim. Tudo o que eu tenho para correspondê-lo é a mim mesmo, com a minha própria vida e eu não perco tempo em tentar correspondê-lo hoje mesmo.

Atypical

sexta-feira, julho 27, 2018

Consistência. Algo aparentemente tão simples, mas que na prática, parece tão difícil de alcançar, talvez seja o ponto forte – mas não o único – de Atypical, série da Netflix. Consistente do início ao fim, a produção é meticulosa e apresenta um elenco em boa parte carismático, com um roteiro afiado – ainda que eventualmente caia em alguns clichês – e uma temática não só curiosa, mas um tanto quanto didática. Elementos que fazem da série uma das melhores dramédias da atualidade.

Sam é um adolescente de 18 anos com Transtorno do Espectro Autista, condição que torna a pessoa socialmente prejudicada, por afetar a capacidade de se comunicar e interagir. Logo, com a fase colegial e os desejos comuns da idade, tais como arrumar uma namorada, a série gira em torno dessa temática, que envolve não só o protagonista, mas todos à sua volta. Interpretado brilhantemente por Keir Gilchrist (novato com bastante talento), o elenco conta ainda com os veteranos Jennifer Jason Leigh e Michael Rapaport, mãe e pai de Sam, e outra novata, Brigette Lundy-Paine (“O Castelo de Vidro”) que interpreta sua irmã Casey.


Como mencionado, o elenco é carismático na maior parte, garantindo ao menos a qualidade do núcleo principal. Quem ganha um destaque um pouco maior entre os personagens de suporte, é Julia, a terapeuta de Sam, que num primeiro momento parece jovem demais para ocupar a função, parecendo mais com uma colega de escola – mas que se torna mais convincente depois de algum tempo. Interpretada por Amy Okuda (a Tinkerbella da websérie nerd “The Guild”), a personagem é pivô em diversas situações, sendo importante em mais de um episódio, especialmente no âmbito mais cômico da série. Ainda no lado cômico, temos Zahid (Nik Dodani), melhor (e único) amigo de Sam, que embora seja um pouco exagerado, serve como base para algumas situações inusitadas. Por fim, Paige e Evan são outros dois adolescentes com papéis relevantes na história – especialmente a primeira, com alguns dos momentos mais fofos e engradados nessa primeira temporada.

Atypical é uma série que te conquista logo no primeiro episódio, e faz com que você se apaixone cada vez mais pelos personagens. Delicada e sensível, há momentos intensos, bonitos e reflexivos, mas não cai em um drama extremo, graças ao alívio cômico – muito bem inserido – que a torna leve e divertida, garantindo algumas boas risadas, ou no menor dos casos, um sorriso afetuoso de canto de boca.

Dentro do espectro autista, o protagonista é o que consideram “altamente funcional”, por não ter suas capacidades cognitivas tão afetadas e conseguir interagir relativamente bem, especialmente entre aqueles com os quais se sente mais confortável. Nesse caminho, a produção também consegue abordar como a doença afeta não só o indivíduo, mas seus amigos e familiares, de variadas formas. A inocência e sinceridade do personagem cria uma empatia extremamente forte no espectador, e a maneira como esse personagem é construído e evolui ao longo da série, é um dos pontos que mais desperta a curiosidade e prende a atenção da audiência. Além de tudo, a série consegue informar e alertar sobre a condição do autismo, fazendo com que ela se torne, acima de tudo, uma experiência pra vida.

A primeira temporada conta com 8 episódios de 30 (e poucos) minutos, pode ser um desafio conseguir não assistir tudo de uma só vez! E uma ótima notícia, a segunda temporada já foi confirmada e tem previsão de estreia para esse ano.

Deixar Deus para depois é a pior decisão de todas

quarta-feira, julho 25, 2018

É sério que se não fosse a misericórdia de Deus já estaríamos todos consumidos, por causa das nossas falhas e muitos erros. Cada um de nós é cheio de culpa por que erramos em alguma coisa e a graça é que podemos mudar de comportamento, e quando não conseguimos isso sozinhos temos a graça de Deus que nos ajuda a ser livres e escravos apenas de Jesus. Tudo em nós passa a corresponder apenas a ele, por que assim como ele se deu por nós, podemos também nos dar totalmente a Jesus.

A dedicação que Jesus merece da gente é total, diária e intensa. Não é um favor que estamos fazendo a ele, mas é um corresponder mesmo. Podemos corresponder seu amor, por que um dia Deus nos amou primeiro. Por que deixar Deus para depois? Por que deixar ele de lado como se ele fosse apenas um livro cheio de palavras que alguém não está muito a fim no momento, mesmo sendo o livro mais incrível do mundo?

Deixar Deus para depois é a pior decisão que a gente pode tomar nos nossos dias, por que além de todos os detalhes que compõem o amor dele por nós, além de quem ele é, e de Jesus, seu Filho - um presente - que nos guia até ele... Deus é aquele tudo que falta e que deixa a gente sem palavras. Um Pai de verdade. Aquele que deu tudo para nós: a existência, a vida, a salvação. Ele merece tudo, e se entregar a ele é simplesmente corresponder seu amor.

Se deixamos Deus de lado nos perdemos por que ele é a fonte de tudo, assim já não existe algo na memória que traga esperança, muito menos um norte para o futuro. Existem muitos detalhes que a gente transforma em questões gigantes, deixando Deus para depois. Porém, tudo o que realmente falta e que reflete em todas as coisas em nós é simplesmente o Senhor. Ele é a resposta, e tudo o que realmente falta. Que Jesus nos guie de volta, com um coração a quem Deus não resiste: humilde e quebrantado.

Ter uma abordagem infantil da vida

segunda-feira, julho 23, 2018
Portanto, quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus.

- Mateus 18:4

Uma coisa que todos nós sabemos sobre crianças é que elas aproveitam a vida. Uma criança pode literalmente desfrutar de qualquer coisa. Uma criança pode transformar o trabalho em um jogo para que ele possa aproveitá-lo.

Lembro-me de minha mãe pedir ao meu irmão para ele varrer o pátio quando ele tinha cerca de 11 ou 12 anos de idade. Eu olhei para fora e o vi dançando com a vassoura tocando a música no fone de ouvido que ele estava usando. Eu pensei, incrível! Ele se transformou em um jogo. Se ele tem que fazer isso, ele vai se divertir.

Todos nós devemos ter essa atitude. Podemos não escolher dançar com uma vassoura, mas devemos escolher uma atitude de gratidão em tudo que fazemos e sempre desfrutar de todos os aspectos da vida.

Oração: Quando estou em uma situação que não parece muito divertida naturalmente, ajude-me, Pai, a aproveitar ao máximo. Agradeço-lhe que posso desfrutar de todas as partes da minha vida, sabendo que a alegria do Senhor é a minha força. Em nome de Jesus, amém.
Tecnologia do Blogger.